Como ser uma pessoa independente: guia completo

Como ser uma pessoa independente: guia completo

Ser uma pessoa independente é um anseio comum a todos os seres humanos. Normalmente, quanto mais independente, mais realizada e completa será a sua vida.

Mais do que apenas poder fazer o que quiser e na hora que quiser, ser independente é uma consequência natural do nosso processo de crescimento como pessoas.

À medida que nos fixamos numa profissão, entramos num relacionamento sério, traçamos planos e objetivos de longo prazo, ser independente se torna requisito essencial para garantir o sucesso de tudo isso.

Porém, muitas vezes, não é incomum que não saibamos por que e como podemos nos tornar independentes. Cortar o cordão umbilical com nossas raízes é difícil e é preciso estar consciente disso para entender e aceitar melhor o processo de crescimento e autodesenvolvimento.

Por isso, no post de hoje, vamos entender por que você deve buscar sua própria independência, bem como lhe mostraremos as melhores de dicas de como fazer isso (em todos os âmbitos de sua vida).

Por que ser uma pessoa independente é importante?

Mulher pensando em como ser uma pessoa independente.

Mais do que uma mera etapa do nosso desenvolvimento, tornar-se independente é importante por uma série de razões que normalmente não entendemos por completo.

Pessoalmente, para mim, o motivo mais importante de buscarmos uma independência em todos os aspectos de nossas vidas é porque, fazendo isso, estaremos descobrindo quem realmente somos.

Quando estamos debaixo da proteção de nossos pais ou de alguém, sempre há algo que nos impede de irmos a fundo na questão de quem somos.

Quando surge um problema, naturalmente recorremos a essas pessoas, e assim nos privamos de resolvê-lo sozinho.

Embora seja óbvio que eles façam isso com a melhor das intenções, a verdade é que isso provavelmente retarda nosso desenvolvimento como pessoa. Não é à toa que as pessoas que moram sozinhas desde cedo parecem se desenvolverem bem mais rápido do que as que nunca passaram por essa experiência.

O que eu quero dizer, é que somente no seio da privacidade, quando somos colocados como verdadeiros protagonistas de nossa história, é que podemos entender de verdade quem somos, o que queremos e, principalmente, como podemos fazer isso. É uma forma de aprendizado em que não existe parte teórica: tem de ser na prática, no dia a dia, na experiência viva da vida.

Embora dar esse passo rumo a independência seja assustador para muitas pessoas, as conquistas que estão logo após o medo são infinitamente maiores e mais prazerosas do que qualquer medo.

Aliás, não é demais dizer que é preciso ter um verdadeiro senso de urgência com relação à nossa independência, de modo que não devemos tratá-lo como uma questão secundária em nossas vidas.

Portanto, ser independente não é importante apenas em um nível de liberdade pessoal (fazer o que se quer) ou em nível de privacidade, mas sim em todos os níveis e aspectos de sua vida: independência, antes de mais nada, te faz crescer como ser humano.

Mas, se você ainda não entendeu COMO tornar-se independente, eu preparei as mais importantes áreas de sua vida em que você deve focar em tornar-se independente o quanto antes.

Seja financeiramente independente

Imagem mostrando a importância do dinheiro para como ser uma pessoa independente.

Se você quer ser uma pessoa independente, um primeiro passo é, sem dúvidas, tornar-se financeiramente independente o quanto antes.

A razão é simples: quem ganha seu próprio dinheiro, gasta-o como quiser.

Se você dependente financeiramente de alguém, seja quem for, essa pessoa passa a ter o direito de impor regras sobre você. E não há por que se revoltar contra isso – é uma coisa natural da vida –, quem controla o dinheiro, controla as pessoas.

Por isso, não importa em qual momento de sua vida você está neste exato momento ou o que você faz da vida: você deve buscar uma forma de tornar-se independente financeiramente.

Hoje em dia, com a internet, felizmente, muitas profissões se tornaram online, dando oportunidades para se trabalhar de casa.

Estudar também se tornou extremamente fácil via internet, podendo-se facilmente iniciar um curso superior online, estudar para concurso ou qualquer coisa por preços que jamais seriam possíveis alguns anos atrás.

Além disso, há, ainda, a opção de tornar-se empreendedor.

As opções são infinitas e muitas delas só demandam força de vontade de sua parte e muito trabalho duro.

Porém, você deve ter em mente que tornar-se financeiramente independente não é algo simples e que acontece do dia para noite: pode-se levar anos até que você atinja uma maturidade econômica suficiente para cobrir todos os seus gastos.

Por isso, é essencial que você comece agora, aprendendo o que puder sobre finanças pessoais, como poupar, como investir e como conseguir aumentar sua renda de uma forma geral.

Será um trabalho árduo, mas quando você atingir sua independência financeira, verá como valeu a pena tudo o que passou e poderá colher os frutos de uma vida em que você dita as regras do seu jeito.

LEIA A SEGUIR: 3 sinais de que você está sendo explorado

Seja emocionalmente independente

Mulher apreciando sua companhia e aprendendo a como ser uma pessoa independente.

Uma das melhores formas de se dar muito mal na vida é colocar sua vida emocional nas mãos de qualquer outra pessoa que não seja você mesmo.

Pessoas são instáveis, os sentimentos mudam o tempo, há muita gente ruim por aí que não pensaria duas vezes em usar alguém sem pensar um segundo sequer nas emoções alheias.

Não se trata de adotar para si uma visão pessimista da vida, longe disso. Trata-se apenas de olhar a vida sob uma ótica mais realista, mais prudente e mais alinhada com o mundo. Não adianta sonhar o que não existe.

Por isso, é essencial trabalhar em suas emoções para tornar-se emocionalmente equilibrado e independente.

Na lida com os relacionamentos, por exemplo, você tem de entender que provavelmente nada vai durar para sempre. Pessoas vêm e vão, objetivos mudam, coisas dão errada, sentimentos mudam: por isso entender que nada é eterno é só o primeiro passo na estrada para se tornar emocionalmente independente.

Não entenda mal. Não demonize os relacionamentos ou passe ao extremo oposto, odiando-o por completo. Apenas entenda e aceite como as coisas funcionam e adapte-se a essa realidade.

Na verdade, fazendo isso, provavelmente, sua vida amorosa provavelmente vai melhorar bastante, porque você passou a entender e aceitar a vida e a coisa como elas são. Viver em uma ilusão é uma forma terrível de passar pela vida.

Essa máxima também serve para lidar com amigos, parentes e relacionamentos profissionais: cuidado nunca é demais.

É comum achar que traições emocionais vêm apenas de pessoas distantes ou inimigos, mas normalmente elas vêm de pessoas próximas e de onde menos se espera.

Mais uma vez: pessoas vêm e vão todos os dias.

Aprenda a aceitar que nada é eterno e, se acabou, é porque realmente era para acabar, não há nada que você possa fazer quando algo tem que acabar.

Entenda isso de uma vez por todas.

Além disso, ser emocionalmente independente também tem a ver com o poder de decisão sobre sua vida.

Quando você se torna emocionalmente independente, terá mais capacidade e habilidade de tomar decisões por si mesmo, sem necessidade de auxílio de qualquer outra pessoa: você se torna autoconfiante o suficiente para tomar decisões difíceis.

Portanto, se você quer se tornar emocionalmente independente, tornando essa área de sua vida blindada e focada em manter apenas as pessoas que realmente te querem bem e te apreciam: inicie agora mesmo o processo de tornar-se emocionalmente independente.

Seja independente para ir e vir

Mulher dirigindo um carro em busca de como ser uma pessoa independente.

Ok, isso realmente pode não parecer importante, mas é, e MUITO.

Principalmente quando se é jovem, é normal ser dependente de alguém para ir e vir de qualquer lugar.

Isso significa, basicamente, que quem decide de que forma, quando e para onde se vai é a pessoa que controla seus meios de se locomover.

Portanto, se você quer se tornar uma pessoa independente, uma das áreas que, definitivamente, você não pode negligenciar é tornar-se independente para ir e vir quando quiser e para onde quiser.

Não preciso, necessariamente, que você tenha à sua disposição um carro ou qualquer outro veículo (mas se for o caso, bem maior será sua independência), o necessário é que você seja o responsável por sua locomoção.

Sob outro aspecto, ser independente para ir e vir significa, também, poder sair e voltar a hora que quiser. Perceba que, se você depende de alguém, você é obrigado, sim, a dizer para onde vai e com quem vai: é sua obrigação dar explicações.

Por isso, você não pode também negligenciar essa área específica de sua vida, pois o ir e vir é essencialmente o que torna alguém independente para fazer todas as demais coisas. E impossível ser independente se não pode ir e vir quando quiser.

Além disso, há também uma conexão forte entre ir e vir e a autoconfiança.

Somente quem tem autoconfiança plenamente desenvolvida tem a capacidade e a coragem de decidir o que quer fazer de sua vida, para onde quer ir e emprega todos os esforços necessários para isso.

Portanto, se você quer se tornar independente de verdade, comece agora mesmo a trabalhar sua vida em direção a tornar-se hábil para ir e vir para onde quiser e sem restrições em relação a isso a não ser sua vontade.

Para ser uma pessoa independente, more sozinho

Mulher morando sozinha e descobrindo o poder de como ser uma pessoa independente.

Uma das coisas mais incríveis que você pode fazer, se quiser realmente tornar-se uma pessoa independente, é morar sozinho.

Na verdade, eu diria que não há experiência melhor para quem quer ser independente de verdade.

Morando sozinho, você será obrigado a sair do casulo que sempre te envolveu a vida toda. Por mais que você seja independente em seu modo de ser enquanto vive com seus pais, nada se compara à liberdade e independência de se morar sozinho.

Primeiramente, diferentemente do que acontece você mora sozinho, caberá a você, pela primeira vez na vida, fazer as regras de sua casa e de tudo que o cerca: é você quem decide como e a hora limpar sua casa, o modo como vai dispor os móveis, tudo é decisão sua.

Essas coisas podem não parecer importantes, mas elas representam o começo, o início de uma transformação, de um crescimento pessoal rumo a uma independência completa que começa a se aproximar.

Além disso, morando sozinho, você se torna o responsável por você e pelo espaço em que vive: os problemas agora são sua responsabilidade.

Se você não pagar as contas de luz, vai ter que dormir no escuro.

Se não acordar a tempo para o trabalho, será demitido.

E você não vai poder colocar a culpa em ninguém. É sua responsabilidade a partir de agora.

Na privacidade de se viver sozinho, também, que descobrimos muitas coisas sobre nós mesmos que não sabíamos até então. Muitos de nós não têm ideia de quão fortes são até serem colocados cara a cara com um problema de verdade.

Por isso, morar sozinho também é uma forma incrível de te forçar a se autoconhecer, aliás, aqui no blog tem um artigo inteirinho sobre como se autodesenvolver, confere lá 😉

Quando ficar doente sozinho, com sua família a quilômetros de distância você vai entender que viver sozinho não é uma farra como muitos pregam por aí, é difícil, é trabalhoso, mas justamente por que é uma experiência tão enriquecedora.

Outra coisa que também acontece, é que você se torna maduro em relação à sua família: passa a valorizá-los mais. Parece controverso, “como estar longe de sua família e morando sozinho faz com que você os valorize mais?”, mas é justamente quando estamos longe, quando percebemos a falta que ela faz é que aprendemos a valorizar. Cada novo reencontro terá mais e mais valor para você.

Por isso, se você quer se tornar independente, considere ou comece a trabalhar duro para morar sozinho o quanto antes: acredite, será a experiência mais desafiadora e mais relevante de sua vida.

Conclusão

Ser uma pessoa independente é uma tarefa árdua, mas extremamente gratificante quando se alcança o nível de independência que sempre se sonhou.

Ter em suas mãos o poder de decidir e fazer o que bem entender é algo que todo mundo almeja ter um dia. Definitivamente é algo pelo qual se vale a pena lutar.

Porém, não se trata de algo que se alcance rapidamente, é preciso trabalhar intensamente e buscar melhorar-se todos os dias: só se alcança a independência gradualmente, à medida que conquistamos mais e mais espaço na vida.

Por isso, se você quer se tornar independente, o melhor momento para começar é AGORA, colocando em prática todas as dicas que aprendeu hoje e não deixando para amanhã o que se pode fazer hoje.

Lembre-se, a independência tão sonhada começa sempre pelo primeiro passo.

Gostou do post de hoje?

Então deixe nos comentários sua opinião e siga a gente nas redes sociais para ficar por dentro sempre que tiver post novo por aqui 😉

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
J.R. Dittman

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.