Pen drive falso com memória adulterada: como identificar

Pen drive falso com memória adulterada: como identificar

Pen drive falso e com memória adulterada se tornou coisa cada vez mais comum, principalmente em compras feitas em sites chineses.

Basicamente, vendedores desonestos podem adulterar a memória de um pen drive, enganando os compradores.

Por exemplo, um pen drive com memória real de 4GB pode ser adulterado e fazer parecer que possui 64GB.

Seu computador vai reconhecer como se ele de fato tivesse os 64GB, porém, quando você adiciona qualquer coisa além de 4GB, seus arquivos seus corrompidos e você os perderá para sempre.

Porém, existe uma maneira simples de identificar se seu pen drive é falso ou o HD tem ou não a memória adulterada através de um software de reconhecimento.

H2testw (software de reconhecimento de memória):

O H2Testw é programa simples, tem menos de 1MB de tamanho, porém é extremamente poderoso no que faz.

Basicamente, o programa funciona em duas etapas:

  1. Cria arquivos de, mais ou menos, 1GB de tamanho até preencher toda a memória do seu pen drive;
  2. Verifica se os arquivos gravados foram corrompidos ou não.

Por conta dessa verificação em dois fatores, o programa é extremamente eficiente, embora tenha como desvantagem o tempo que pode levar para fazer a verificação do pen drive ou HD.

O tempo médio varia a depender das configurações da máquina, mas, em geral, para pen drives até 64GB, a verificação é rápida.

Porém, quando falamos de HD Externos, sobretudo esse tempo poder ser bastante longo, porque o programa vai escanear TODA a suposta memória.

Baixando o H2testw

Você pode fazer o download da última versão do software diretamente no site da Heise (que está em alemão), clicando aqui.

Depois basta clicar em “Zum Download” e seguir os dados.

Mais uma vez: o programa é extremamente simples e leve, com menos de 1 MB, por isso qualquer máquina poderá rodá-lo.

Entretanto, o tempo de processamento vai depender das suas configurações.

O software não precisa de instalação, depois de baixado, basta executar o h2testw.exe que vem dentro da pasta.

Testando a memória do seu pendrive ou HD externo

Depois de executar o programa, você verá a seguinte tela:

Tela inicial do software H2teswt
Tela padrão do software H2testw

Primeiro, conecte pen drive ou HD externo que você suspeite que seja falso numa entrada USB.

Segundo, mude para o idioma inglês (o idioma padrão é o alemão, por isso pode dificultar sua orientação).

Selecionando o pen drive para realizar o teste no programa H2teswt.
Selecionado o idioma inglês e escolhendo o pendrive a ser rastreado.

Terceiro, clique em “Select target” e selecione o a partição em que o seu pendrive ou HD externo esteja instalado.

Verificando o pen drive falso.
Selecione o pendrive ou o HD externo que você pretende verificar.

Depois disso, deixe as configurações exatamente como estão e clique em WRITE + VERIFIY para iniciar a verificação.

Verificando se o pen drive é falso.

Depois disso, basta esperar o programa fazer seu trabalho, apontando se o pen drive e/ou HD é falso ou não.

Lembrando que o processo é feito em duas etapas: primeira ele grava os arquivos na memória do seu pen drive e, depois, faz uma verificação.

Analisando os dados obtidos

Após gravar os arquivos e depois fazer a verificação, se o seu pen drive ou HD tiver a memória adulterada, você deverá ver uma tela como esta:

Tela de avaliação para verificar se o pen drive é falso ou não.
Memória “Ok” e memória “corrupted”: os dois pontos que você deve ficar atento.

Perceba que existem dois pontos que devem ser analisados no relatório de dados que você está vendo: a memória real e os dados perdidos/corrompidos.

A memória real é o tamanho real da memória do seu dispositivo.

Já a informação dados corruptos se refere aos dados que foram perdidos, ou seja, trata-se de espaço FAKE.

Como podem ver, no meu HD externo que eu usei para teste, que supostamente teria 2TB de tamanho, tinha de memória real apenas 27,4GB, cerca de 1,8TB era de memória adulterada.

Um verdadeiro absurdo.

Eu paguei o valor de um HD externo quando na verdade está levando um dispositivo com tamanho de um pendrive simples.

Entretanto, se os dados não mostrarem nenhum dado corrompido ou dados mínimos corrompidos, significa que a memória do seu pen drive corresponde ao anunciado.

É possível que mesmo em pen drives e HDs originais existam valores corruptos, porque nem todo dispositivo tem a mesma quantidade que é anunciada (essa quantidade só não pode ser absurda).

O pen drive e/ou HD falso é aquele que a memória real corresponde a bem menos do que realmente foi anunciado.

Usando os dados para reclamar com os vendedores

Se você fez o teste em seu pendrive ou HD externo e descobriu que foi tapeado, é possível usar os dados do H2teswt para pedir o reembolso.

Sites como a Shopee, Wish e Aliexpress têm se mostrado compreensivos com os compradores enganados e estornado os valores.

Para isso, tire um PRINT dos resultados obtidos com o programa, anexe e abra um pedido de reembolso com o seguinte texto:

Cara atendente do [nome da loja],

Comprei um dispositivo de memória e usei o software H2teswt para testar se a quantidade de memória anunciada pelo vendedor era real.

Porém, conforme os prints em anexo comprovam, o dispositivo foi ADULTERADO e a memória anunciada é falsa.

Por isso, solicito reembolso total do valor pago.

No meu caso específico, eu comprei o HD com a memória adulterada no Wish, mas ao apresentar as provas e relatórios do software, eles fizeram um REEMBOLSO INTGRAL.

No geral, as lojas são compreensivas e devem estornar os valores.

Extra (para HD Externos): Analisando o peso do dispositivo

Se você comprou um HD externo, além da verificação com o H2teswt, existe ainda outra coisa que pode confirmar suas suspeitas de adulteração: o peso.

HDs externos originais tendem a ter um peso entre 140-200g, a depender do modelo.

Porém, os HDs adulterados normalmente não passam das 80g.

Isso acontece porque os HDs falsos usam componentes de pendrive dentro da case de HD externo, por isso o peso bem aquém do que deveria.

Confira nas imagens a seguir:

HD falso de supostos 2TB (mas que só tinha 27,4GB):

Peso: apenas 55g.

HD externo falso sendo pesado.
HD externo falso com peso extremamente leve.

HD original com 320GB:

Peso: 152g.

HD original sendo pesado.
HD externo original com peso correto.

Como você pode ver, os HDs originais são mais pesados, porque tem toda a estrutura de hardware de um HD.

Porém, os HDs adulterados são extremamente leves.

Por isso, sempre que for comprar um HD externo, confira o peso indicado, pois isso já é um indício forte de falsificação.

Conclusão

Por mais que avaliemos os anúncios, os comentários e a reputação do vendedor, todos nós podemos ser enganados.

Adulterar pendrives e HDs externos é fácil e, por isso, vendedores desonestos estão investindo nesse tipo de falsificação.

Porém, com o tutorial de hoje, você já sabe como fazer uma verificação do seu dispositivo e saber se ele tem ou não o tamanho prometido.

Aliás, se quer ler mais artigos sobre tecnologia, leia nossa seção dedicada ao tema.

Gostou do post de hoje?

Então comente abaixo o que achou, tire suas dúvidas e compartilhe nas suas redes para ajudar mais pessoas 😉

==================

Escrito por J.R.

Gostaria de ter um artigo como este em seu blog ou site? Você pode me contratar como REDATOR. Saiba mais sobre isso CLICANDO AQUI!

***Todas as informações e ideias contidas neste site, bem como seus artigos, são protegidas por direitos autorais e não podem ser plagiadas ou reproduzidas sem a expressa autorização do Autor.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
100 %
J.R. Dittman

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.