Como parar de mentir: por que dizer a verdade é melhor que mentir

Como parar de mentir: por que dizer a verdade é melhor que mentir

Falar a verdade é difícil. Mentir é, provavelmente, uma das ações mais inerentes à condição humana: todos nós mentimos em algum momento. Porém, é absolutamente possível parar de mentir e dizer a verdade sempre.

Para te ajudar, a seguir serão listados (3) três motivos pelos quais você deveria assumir imediatamente as rédeas da sua vida e eliminar de uma vez por todas o hábito da mentira de sua rotina e de suas relações 😉

Por que é tão difícil parar de mentir?

Bem mais do que uma ação individual, isolada e fixa num determinado contexto, o ato de mentir dissemina consequências em todas as direções de nossas vidas. Por isso, nada escada de seus efeitos.

Sua vida pessoal, suas relações amorosas, sua vida profissional, a confiança que você tem em si mesmo: a cada mentira contada, pior a fica a situação.

Porém, embora pareça fácil resolver essa situação simplesmente dizendo a verdade, a coisa não é tão simples assim, parar de mentir pode ser um desafio para muitas pessoas.

Nós, seres humanos, somos criaturas de hábitos que facilmente podemos introjetar em nós mesmos determinados comportamentos – sejam bons ou ruins –, que se se tornam parte de nossa personalidade com o tempo.

É preciso também ter consciência de que não existem “graus” diferentes de mentira, não existe “mentirona” ou “mentirinha”, toda e qualquer mentira tem capacidade igual de causar mal a todos em sua volta.

Mentir pode se tornar tão enraizado na gente, que é preciso dar um passo para trás e analisar onde estamos errando.

Somente assim será possível delinear um meio eficaz de vencer o hábito da mentira e parar de mentir de uma vez por todas, e assim voltar ao caminho da verdade.

Falar a verdade te traz paz

Como parar de mentir falando a verdade.

Quando você mente, um dos primeiros efeitos que vêm à tona é o medo.

O medo de ser descoberto, o medo de ser envergonhado na frente de todos, o medo de sentir que lhe tiraram a “máscara” que você usava, o medo anda de mãos dadas com a mentira (SEMPRE!).

O velho ditado de que “a mentira tem perna curta” é absolutamente verdadeiro: não existe nenhuma mentira que seja eterna, em algum momento, toda a verdade virá à luz. Por isso, é tolice insistir na mentira.

Por consequência, em razão do medo que mentir incute em você, isso acaba por influenciar seu comportamento, passando, aos poucos, a ser moldado por ela.

Logo surgem as desconfianças em relação às pessoas próximas, projeção de comportamento mentiroso nos outros, comportamento paranoico, etc.

Em suma, mentir é a melhor maneira de tirar sua paz.

Como alguém pode estar em paz imaginando que poderá ser descoberto a qualquer momento?

Como você pode viver plenamente sabendo que você mesmo é uma “farsa”?

Além disso, é fato de que uma mentira inevitavelmente acaba levando a outra mentira, pois é impossível sustentar uma mentira sozinha, sempre é preciso uma cadeia de mentiras para sustentar uma história.

Logo você se verá obrigado a contar outras mentiras para sustentar a mentira principal, criando uma verdadeira trilha de mentiras em torno de você e tornando impossível parar de mentir.

Por isso, sempre que pensar em dizer uma mentira, imagine imediatamente o medo que essa mentira trará para sua vida nos próximos dias, talvez meses, até mesmo anos.

Medo esse que pode ser evitado simplesmente dizendo a verdade.

Portanto, por mais dolorosa que seja a verdade, por mais que, num primeiro momento haja dor em dizê-la, a paz que reinará em sua vida é incomparável, SEMPRE alimente a verdade em seus pensamentos.

Falar a verdade te torna mais autoconfiante

Como parar de mentir e tornar-se autoconfiança através da verdade.

A melhor forma de desacreditar em si mesmo é mentindo.

O mais comum é achar que a mentira ludibria apenas aqueles para quem a contamos, mas na verdade ela tem o poder de enganar até a nós mesmos.

É tolice achar que mentir todos os dias não trará nenhum efeito no modo como você se vê e se sente no mundo.

Quando você se olha quando se olha no espelho a verdade grita na sua cara.

Ainda que você nunca seja descoberto em suas mentiras, intimamente ainda saberá que mentiu, você sabe que é uma farsa, e o resultado disso é que você deixa de acreditar nas suas próprias palavras.

Nesse aspecto, mentir está intimamente ligado com hábito da procrastinação.

Depois de mentir tanto, a consequência lógica é que você passa a desacreditar nas promessas que faz.

O “amanhã eu começo” para cada nova atividade é encarado sem nenhuma seriedade: você perde a fé em si mesmo.

Exemplo claro disso é quando programamos uma nova atividade, um novo hobbie ou qualquer coisa do tipo.

Depois de mentirmos tantas vezes dizendo que, sim, daquela vez seria diferente, mas nunca foi, você simplesmente não encara mais suas próprias palavras como algo concreto: pelo contrário, olha para elas como meras palavras ao vento, sem nenhuma credibilidade.

Por isso, pelo bem da sua autoconfiança e da sua saúde mental de maneira geral, não deixe que a propensão para a mentira seja mais forte que você: torne sua palavra seu bem mais valioso e construa um relacionamento fiel com a verdade e o melhor jeito de fazer isso é parando de mentir imediatamente.

Além disso, mentir afeta negativamente sua criatividade, tornando-o mais e mais inseguro em relação a si mesmo mesmo (aqui no blog já tem um artigo completo sobre como ser mais criativo. Confere lá 🙂

Voltando à verdade, não vai demorar muito para que você comece a sentir sua autoconfiança retornando aos poucos, trazendo de volta para si virtudes esquecidas, como a coragem, perseverança e positividade em tudo que você faz.

Falando a verdade, você não fere as pessoas que ama

Como parar de mentir e não ferir as pessoas que ama dizer a verdade sempre.

Um velho provérbio árabe diz que mentir é uma forma de roubo: quando você mente, está roubando o direito de alguém de conhecer a verdade.

Por isso, quanto mais você insiste na mentira, mais dor e mágoa você gera nas pessoas que foram vítimas de seu comportamento mentiroso.

Mais do que isso, mentir é uma forma de ferir a si próprio.

Quando você mente, ainda que você quisesse deliberadamente mentir e que não tenha a princípio nenhum sinal de arrependimento, uma parte sua está sendo ferida nesse processo.

Se você já foi vítima de alguma mentira, engano ou traição, certamente sabe o quanto é doído conviver com um mentiroso. Por isso, o melhor que você pode fazer é exercitar o exercício de se colocar no lugar do outro.

Quando estiver a um passo de mentir mais uma vez, reflita sobre as consequências e sobre o quanto aquilo irá ferir quem você ama: a melhor forma de vencer o hábito da mentira é tomando consciência de sua existência.

Portanto, se você quer evitar que suas mentiras causem dor e sofrimento em quem você ama, só há uma solução: pare com esse hábito imediatamente e assuma as consequências já materializadas pelas suas mentiras anteriores.

É uma decisão difícil, mas você deve ser capaz de tomá-la de uma vez por todas.

Se você não parar de mentir, isso vai destruir sua vida espiritual

Não destrua sua espiritualidade: como parar de mentir e dizer a verdade sempre.

Independentemente de quais sejam suas crenças pessoais, se há mentira em sua vida, automaticamente sua vida espiritual estará prejudicada por ela.

Não nenhuma filosofia ou crença com finalidade de te elevar espiritualmente que seja a favor da mentira ou que a veja como algo aceitável.

Mentir tem a característica universal de destruir tudo à sua volta.

É uma conclusão simples e lógica que demonstra isso: como você pode crescer, amadurecer e conectar-se com o transcendental quando toda sua vida foi construída sobre o alicerce da mentira?

É como tentar construir uma casa sob a areia: em algum momento ela virá abaixo.

Qualquer tentativa de justificar uma vida espiritualmente saudável que tem como base a mentira necessariamente não pode ser algo benéfico. A espiritualidade só consegue florescer onde reina a verdade e paz que a acompanha.

Quando se trata de espiritualidade, a máxima maquiavélica de “os fins justificam os meios” não tem espaço ou sequer a possibilidade de existir: não há possibilidade de comunhão entre trevas e luz.

Portanto, se você quer construir ou reconstruir sua vida espiritual, um primeiro passo importantíssimo é o da eliminação definitiva das mentiras (das pequenas e das grandes mentiras, sem exceção).

Fazendo isso, você estará um pouquinho mais preparado para retornar sua caminhada, dessa vez muito mais consciente e em paz consigo mesmo.

Conclusão

Falar a verdade não é tarefa fácil, principalmente se você já se tornou um mentiroso habitual.

Mentir é fácil e na sociedade moderna parece haver ainda mais estímulos para que a mentira se torne corriqueira em todos os aspectos de nossas vidas.

Mas é absolutamente possível eliminá-lo por completo de sua vida.

Relembrar diariamente as consequências ruins que a mentira dissemina em sua vida, por exemplo, é forma incrível de se tornar mais consciente do seu hábito de mentir, enxergando de uma vez por todas os gatilhos mentais por trás dele.

Porém, não se deixe levar eternamente pelo sentimento de remorso que provavelmente você sentirá quando confrontar suas mentiras: interprete tudo que aconteceu algo que foi necessário para sua evolução pessoal, mas que hoje é passado e siga sua vida em frente.

Por isso, mais do que apenas se tornar consciente de seus males, é preciso lutar contra o hábito estabelecido e contra a propensão inata que parecemos ter para mentira: trata-se de uma luta constante e diária consigo mesmo.

Porém, os frutos de uma vida fundada na verdade são absolutamente maiores do que qualquer coisa que provenha da mentira, todo e qualquer sofrimento momentâneo causado pela verdade é suportável e melhor do que a mentira, que destrói família e tem o potencial de destruir vidas inteiras.

Gostou do post de hoje?

Então deixe nos comentários abaixo sua opinião e compartilhe o post nas redes socias com seus amigos 😉

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
J.R. Dittman

One thought on “Como parar de mentir: por que dizer a verdade é melhor que mentir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.